03/02/2016 - Donizete vê evolução do Galo e começa a entender filosofia de técnico

Mesmo longe de casa, o Atlético-MG pressionou o Uberlândia e manteve a maior posse de bola durante a maior parte do jogo. A proposta defensiva e centralizada dos donos da casa fez com que os comandados de Diego Aguirre buscassem alternativas pelos lados do campo, variassem o jogo. Mas para Leandro Donizete, o gramado do Parque do Sabiá dificultou um placar elástico, até pelo volume de jogo apresentado. Ainda segundo o volante, iniciar o campeonato com a vitória é o que interessa e que o time está começando a entender a filosofia de trabalho do novo treinador.

- Viemos pensando na vitória, fazer um grande jogo, jogar pelos lados, aproveitar que o campo era grande. Tivemos seis ou sete chances claras de gol, infelizmente a bola não entrou. A grama estava muito alta, a bola quica e ela para. As cabeçadas do Pratto poderiam ter entrado se o gramado tivesse mais rápido. Mas o importante são os três pontos, o time está crescendo, evoluindo. É cedo para falar ainda, mas a gente já está entendendo o que o nosso treinador quer.

Com os campeonatos em andamento, a dinâmica de trabalho e o entrosamento serão aprimorados a cada jogo. O próximo compromisso do Atlético-MG pelo Estadual será contra a Caldense, no Independência, no dia 10 de fevereiro. Antes, Diego Aguirre comanda o Galo na Primeira Liga, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli, no próximo domingo, às 17h.

Fonte: www.globoesporte.globo.com